Aprender, falar e divertirmo-nos pelo futuro da EPSA

De 19 a 22 de março eu, uma cliente do CERISC e clientes do CERIN participámos num seminário que se realizou em Peniche. No 1º dia foi para nos conhecermos, fomos visitar o Museu da Renda de Birlos, depois fomos as CERIN onde foi feita uma breve apresentação pelo grupo de autorrepresentantes, sobre as atividades que desenvolvem diariamente, a seguir visitámos o Moinho da Fialha e todos ficaram muito impressionados e o dia terminou com um belo jantar no restaurante Oceanário.

No 2º e 3º dias realizaram-se os workshops e o 4º dia foi para as conclusões. O seminário realizou-se na ESTMAR assim como as refeições e estava tudo muito bom. No último dia houve um jantar com todos os participantes oferecido pela Câmara Municipal de Peniche no restaurante MiraMar.
Eu adorei participar neste seminário, organizado pela Incluison Europe que é a Associação Europeia de pessoas com deficiência Intelectual e suas famílias, e, como era europeu estavam lá vários países europeus, tais como: a Roménia, a Croácia, a Espanha, a Estónia, o Pais de Gales, o Reino Unido, a República Checa, a Áustria, a Holanda e claro Portugal tendo sido representados pela CerciLisboa e pela Cercipeniche.
Falámos de dois temas muito importantes, o primeiro foi sobre a violência nas mulheres com deficiência, houve até relatos de autorrepresentantes que falaram da sua vivência em situações de violência, falamos sobre os diferentes tipos: física, sexual, psicológica, exploração financeira, media (internet), negligência médica, doméstica… . Participámos em workshops onde cada um disse o que pensava sobre o tema e a importância em relatar a alguém quando somos vitimas de violência para que nos possam ajudar e acabar com a situação. O segundo tema foi sobre a Autorrepresentação, como está organizada a autorrepresentação em cada país, o que funciona bem, o que falam os autorrepresentantes, que relação existe com os políticos e o seu futuro. Falámos sobre o futuro da EPSA que é uma Plataforma Europeia de Autorrepresentantes e que só funciona se tiver membros ativos!
Na Autorrepresentação eu fiquei a saber que nos outros países há organizações independentes de autorrepresentantes. Que funcionam mais ou menos com nós só que trabalham mais sobre os direitos das pessoas com deficiência. Como disse no princípio eu adorei ter participado neste seminário e até deu para desenferrujar o meu inglês.
Jorge Caetano

 

Entidades Financiadoras

Governo de portugalGoverno de Portugal Ministério da Educação e CiênciaUnião Europeia Fundo Social EuropeuPrograma Operacional Inclusão Social e EmpregoPortugal 2020Instituto do emprego e Formação profissional IPSegurança SocialPrograma Operacional Regional do Centro

Parceiros

Município de PenicheFenacerciEscola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar de PenicheADEPE - Associação de Desenvolvimento de PenicheAcompanha - Cooperativa de Solidariedade Social

Reconhecimentos e Acreditações

DGERT - Certificação de Entidades FormadorasMembro Honorário da Ordem de Mérito de Instrução PúblicaUm globo inclinado, com uma grelha sobreposta. Na sua superfície está recortado um buraco de fechadura Campanha Eficiência Energética no Facebook

Sunday the 27th. Todos os direitos reservados.